• Luiz Marcos Fernandes

Alemanha: o Vale Encantado do Reno com toda a magia da Baviera

Atualizado: 12 de mai. de 2021


Diversas atrações movimentam o turismo em Munique durante o verão europeu - foto: divulgação

A chegada do verão europeu, a partir de junho é comemorada com uma programação cultural repleta de festivais e eventos nas principais cidades. Acredita-se que o fim da Pandemia e a vacinação dos países da comunidade europeia, o turismo volte a ser atração maior. No Sul da Alemanha, mais precisamente na Baviera não faltam atrativos. Desde Munique, a capital da região, passando por outras cidades como Dresden, Rudesheim e tantas outras, o clima festivo se irradia pelas ruas, bares e restaurantes.

Munique é a que recebe o maior volume de turistas a lazer superando até mesmo Berlim. Pelo menos 50% dos que nos visitam vêm a lazer e a hotelaria, que há 10 anos tinha 45 mil leitos, atualmente conta com 65 mil. Além da arquitetura em estilo enxaimel, as pequeninas cidades e vilarejos as margens dos rios Reno, Danubio e Main chamam a atenção pela paisagem verde, a quantidade de igrejas centenárias e castelos, em estilo medieval, que serviam de estratégia de defesa contra as invasões. Atualmente se tornaram ponto de visitação turística, dentro da programação cultural ou mesmo hotéis de luxo e restaurantes.


Trem e passeios fluviais - Além dos modernos trens que facilitam o acesso a cidades como Dresden e Freiburg, que se destacam pela arquitetura barroca do seus casarios, ricas construções como palácios reais e museus. Uma outra forma de conhecer as cidades da Alemanha que tem atraído cada vez mais adeptos é por meio do turismo fluvial.



Um tour pela Alemanha

Confira aqui algumas das cidades deste roteiro germânico


Munique – A capital da Baviera recebe um fluxo de 800 trens por dia. Em frente a estação central turistas aproveitam as saídas dos ônibus que realizam sight seeing que visitam os principais pontos turísticos, entre eles o Parque Olímpico, usado na Olimpíada de 1972 e o estádio do Bayern de Munique, os museus da BMW e da Mercedes Benz onde além de poderem conhecer os últimos modelos, se pode também ter a oportunidade de fazer uma viagem pelo tempo conhecendo os primeiros automóveis do mundo. No centro da cidade, a catedral na praça do Mercado conta com uma torre onde em determinadas horas acontece o espetáculo de bonecos que dançam na marcação do tempo. Os palácios são um outro atrativo, como o Palácio Real com suntuosos jardins e lagos ou o Castelo Nymphenburg, um dos cartões postais da cidade. Tudo sem esquecer das cervejarias centenárias e falar em cerveja é lembrar da Oktoberfest em setembro.



Dusseldorf e Colonia - Dusseldorf, capital da Renânia do Norte é conhecida também como capital da moda. Uma cidade moderna que se destaca como importante centro de cultura e negócios. Já Colonia – distante 36 quilômetros de Dusseldorf – certamente encanta seus visitantes. A cidade que no início de sua colonização no século 13 chegou a ter 150 igrejas preserva ainda um importante centro eclesiástico com 12 igrejas, onde se destaca a Catedral, a Kolner Dom com vitrais e órgãos centenários enfeitam seu interior. Chama também a atenção a altura da igreja, 156 metros. Ali estão depositadas as relíquias dos três Reis Magos. A catedral chega a receber uma média diária de 20 mil turistas. A catedral fica no centro turístico onde se destacam os museus Histórico Romano e o Museu do Chocolate. Certamente de dar água na boca. Mas a grande vedete das compras é a famosa água de colônia 471. Afinal de contas, foi do nome da cidade que surgiu a tradicional água de colônia. Tudo com direito a uma esticada em suas famosas cervejarias, que deram fama a cidade.


Rudesheim, o Vale Encantado

Imagine uma pequena cidade às margens do rio Reno, que integra o circuito do Vale Encantado com apenas 10 mil habitantes, mas que recebe um fluxo anual que ultrapassou a marca de 2,5 milhões de habitantes no ano passado. Assim é Rudesheim, que ostenta com justiça o título de Patrimônio da Humanidade. Colonizada por celtas, romanos, francos e outras civilizações, a pequenina cidade vive do turismo. Igrejas centenárias como a de St Jacob, bem como o rico casario em estilo enxaimel, dividem seu espaço com simpáticos restaurantes que oferecem no cardápio o vinho branco cultivado na região. São mais de 80 produtores que comercializam seus produtos diretamente. Na época das festas de final de ano, um grandioso presépio é montado na praça principal. As barraquinhas de comida e Glühwein estão por toda parte. Os enfeites natalinos dão um colorido especial: um mais lindo que o outro! Meus preferidos são os de madeira: feitos à mão, são de uma delicadeza sem igual. A paisagem é um espetáculo à parte: nada mais agradável do que observar natureza coberta de neve! Mas sempre há quem prefira as dezenas de lojinhas de artesanato e feiras de Natal que oferecem produtos típicos e lembranças da região. Se você estiver com tempo disponível, não deixe de fazer um passeio no teleférico ou se preferir, faça uma visita ao museu das caixinhas de música, que recebe grande fluxo de visitantes.


A catedral de Colonia é o cartão postal da cidade

.Miltemberg e Wertheim

A pequenina cidade de Miltemberg tem pouco mais de 10 mil habitantes e preserva no casario a arquitetura típica da Baviera, Na praça do Mercado ou mesmo pelas ruelas estreitas estão simpáticos restaurantes, boa parte com jardim de inverno, igrejas e construções do século 16. De lá se chega a um castelo que se destaca no alto de uma colina. Atualmente o local funciona como um museu com exposições permanentes. Distante dali está Wertheim, 29 kms distante, cruzando pequenos vilarejos. Esqueça a ideia de que essa pequena cidadela de pouco mais de três mil habitantes é igual a muitas outras. Basta fazer uma pequena caminhada até a Mainplatz. De lá se avista a Spize Turm, portão de entrada e onde fica uma torre na qual ficavam detidos beberrões e esposas “rabugentas”. A cidade, que já teve 18 portas de entrada, convida a um passeio que começa pela Maingasse e vai até a cidade antiga, onde se destaca a Praça do Mercado. No inverno, o local ganha ainda mais vida com os tradicionais festivais natalinos.


Wurzbürg - A Rota Romântica acompanha o visitante por quase 400 km, de Würzburg até Füssen, no Allgäu. Quem pegar essa estrada, não vai se arrepender. As preciosidades se superam no caminho. Residências luxuosas, o esplendor das fortalezas medievais e o romantismo das casas de enxaimel medievais acompanham todo o trajeto. A pequena Wurzburg, às margens do rio Mains, com 130 mil habitantes é ponto de parada obrigatório . Não é por acaso que a cidade ganhou no início da década de 80, o título de Patrimônio da Humanidade. Destaque para o Palácio Real, com seus jardins e a capela um dos cartões postais. Com 375 cômodos o Palácio tem apenas algumas das partes abertas ao público. Já a capela é usada para casamentos. Próximo dali a Fortaleza de Marienberg erguida pelos Celtas há mais de mil anos leva os visitantes a uma viagem pelo tempo, como também reserva uma vista panorâmica de tirar o fôlego. Num tour a pé ao centro, cruze a ponte repleta de estátuas e deslumbre-se com o centro histórico com seu casario, igrejas como a de St Killian, padroeiro da cidade .


Nuremberg: uma cidade que respira história

Nuremberg é uma cidade que fez parte de momentos importantes da história da humanidade: foi lá que aconteceu o julgamento dos nazistas no pós guerra. A cidade possui 500 mil habitantes e um dos maiores e mais famosos mercados da Alemanha: o Christkindlesmarkt. Este mercado é realizado no centro antigo da cidade e deixa as ruas lotadas de pessoas. O ponto alto do mercado é a Frauenkirche que, além de iluminada, tem um palco onde acontecem pequenos concertos de músicas natalinas. A cidade imperial tem entre seus atrativos o Palácio da Justiça, local onde aconteceu o Julgamento que conta com 600 salas, bem como outros pontos turísticos como a igreja de São Lourenço e a praça do Mercado. A terra onde Lutero fundou a igreja protestante ao se rebelar contra a igreja católica também tem grandes indústrias, parques e jardins, além de um comércio de empresas conhecidas como a Adidas e da sede da GTM – Germany Travel Mart. Em 2017, Nuremberg comemorou os 500 anos da Revolução Luterana



Dresden, uma grata surpresa

Dresden, assim como Fraiburg, são aquele tipo de cidades da Alemanha que mais parecem cenários de um filme com construções em estilo da Bavaria, ruas estreitas, lojinhas e acolhedores restaurantes, igrejas centenárias e castelos, além de museus e palácios que serviram à realeza, como o Palácio Real de Dresden erguido em 1485 e que tem no seu acervo uma importante coleção de arte. O mais importante de tudo é que se pode fazer um tour a pé para descobrir um novo cenário a cada esquina . Dresden é um destino encantador.

Para mais informações, pode-se obtê-las pelo email: info@germany.travel.com

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo