top of page
  • Foto do escritorLuiz Marcos Fernandes

Bananal (SP): um passeio pelo tempo do Ciclo do Café

Conheça esse destino turístico com seu rico casario e fazendas centenárias


Centro Histórico com a igrejinha de São José

Como repórter de turismo conheci Bananal na década de 80 quando fiz uma reportagem no local para o Jornal do Brasil. Na época, essa pequenina cidade ficou conhecida pela fabricação artesanal de peças e artesanato em crochê, produtos que ainda nos dias atuais são vendidos no comércio local. Na ocasião a cidade ainda não tinha qualquer infraestrutura turística. Na ocasião tive oportunidade de conhecer D. Laurinha que criou uma cooperativa e ensinava o ofício a artistas locais. Neste final de ano voltei a visitar Bananal, que apesar de estar localizado em território paulista fica distante 30 minutos de Barra Mansa, no Vale do Paraíba.

 


O rico casario preservado é uma atração para os turistas

A cidade que foi fundada ainda em 1783 preservou seu casario histórico que pode ser apreciado numa visita ao centro da cidade . Bananal surgiu por conta das fazendas de café, e ainda hoje algumas delas são abertas à visitação turística. A mais famosa delas sem dúvida é a Fazenda Boa Vista, às margens da Rodovia dos Tropeiros, onde atualmente preserva sua sede centenária que funciona como um hotel mas serviu também de centro para filmagens de várias novelas, minisséries, e diversos casos especiais. Entre eles as novelas Dona Beija, Cabocla, Um Só Coração, Sinhá Moça, entre outras.


Fazenda Boa Vista com sua sede local de filmagens de novelas da Globo

Casarão da Fazenda Loanda aberta a visitação turística

Já a fazenda Resgate foi palco das filmagens da novela Saramandaia.

Outra fazenda que é bastante conhecida e aberta a visitação é a fazenda Loanda, próxima a Bananal. Esta pertenceu ao Barão de Joatinga e chama a atenção pela fachada centenáriaq e o rico mobiliário colonial em seu interior. Ela foi inteiramente restaurada e atualmente recebe turistas com agendamento para visitas guiadas.



A praça principal com suas alamedas e o coreto

O pequeno município de Bananal tem uma população estimada em 12 mil habitantes e chama a atenção pelo clima bucólico e um cenário intercalado por pequenas praças com coreto, jardins e alamedas que convidam o turista a desfrutar da tranquilidade local com ares de interior. O comércio se concentra no centro histórico. Ali está localizada a  Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus do Livramento que data de 1811 e apesar da simplicidade tem uma fachada imponente  voltada para a praça principal. Outras construções históricas resistem ainda ao passar dos anos como a Estação Ferroviária com peças importadas da Bélgica, e a Pharmacia Popular, fundada em 1830 por um boticário que veio da França. Simpáticas lojinhas convidam a uma parada. É o caso da Casa do Artesão localizada de frente para a praça Rubião Junior e onde se pode conhecer uma mostra dos produtos fabricados ainda de modo artesanal por artistas locais. Vale a pena uma visita.


Cachoeiras convidativas

Durante o verão os turistas podem aproveitar os dias de calor para refrescar-se nas cachoeiras e piscinas naturais localizadas nos arredores da cidade.  Bananal oferece muitas trilhas que dão em cachoeiras como a Bracuí . O acesso se dá por uma trilha com três quilômetros de extenção. Chama a atenção pela sequência de cinco pequenas quedas d´água e o poço para banho com vista para a Serra da Bocaina É cobrada taxa de visitação. O mesmo acontece com a cachoeira de Sete Quedas. Essa está localizada na Estação Ecológica de Bananal e tem sete quedas independentes. O acesso fica na estrada que liga a Barra Mansa.  Fora de temporada as visitas precisam ser agendadas.

 


Restaurantes com comida caseira

Gastronomia - Se a fome apertar não faltam boas alternativas, com simpáticos restaurantes. Uma boa dica é o Casarão Andrade, que oferece diariamente um buffet a quilo com uma rica gastronomia de saladas e pratos quentes onde se destaca a culinária mineira. O preço é bem acessível e o sabor delicioso, ideal para quem tem preferência por uma comida caseira.


Pousada Quinta dos Bosques, acolhedora com seus chalés

Hospedagem – No Centro da Cidade estão localizadas pequenas pousadas simples, mas aconchegantes como o caso da pousada Pé da Serra (12) 99171-5015 com diárias que incluem o café da manhã na faixa de R$ 280,00 o casal. Já na saída da cidade logo após o portal turístico uma boa dica é a pousada Quinta dos Bosques (12) 3116-1499. Essa conta com simpáticos chalés com lareira, cama de casal queen, jardins que dão para um lago onde acontecem festas e recepção para casamentos. A sede principal fica num casarão com uma decoração moderna e intimista. No lazer oferece piscina e sala de jogos, além de lago com pedalinho. Mais informações podem ser obtidas pelo site:www.quintadosbosques.com.br


Acesso – Para quem vem do Rio de Janeiro ou São Paulo, o acesso inicialmente se dá pela Via Dutra. Fique atento para a entrada na saída 273 que leva também a cidade de Barra Mansa. A partir daí são cerca de 20 minutos até a entrada da Cidade por uma via asfaltada. Vale ressaltar que o trecho que fica no Estado do Rio está em péssimas situações de manutenção. Basta entrar no lado paulista para se deparar com um panorama completamente diferente e que chama a atenção pelo excelente estado de manutenção.

 

 

 



 

 

3 visualizações0 comentário
bottom of page